eu e meu desenvolvimento

Por muitas vezes temos transferido a responsabilidade pelo nosso desenvolvimento a terceiros. Se a nossa fé não vai bem, quer dizer que a programação e os irmãos da igreja não estão cumprindo seu papel. Se não estamos adquirindo conhecimento suficiente e nos tornando experientes, quer dizer que nossos professores, empregadores ou líderes não são tão bons assim. Se não estamos marombadinhos, quer dizer que o treino que nos passam não funciona… Até nossos pais levam a culpa pela nossa ignorância.

A transferência de responsabilidade, nos torna pessoas altamente influenciáveis e manipuláveis. Nos esmeramos em ser o que os outros pretendem que sejamos. Os manipuladores precisam desse perfil de pessoas e encontram nelas um terreno fértil para fazer o que precisam e sozinhas não podem.

Gosto muito desse pensamento da escritora Ellen G. White: “Nosso primeiro dever para com Deus e nossos semelhantes é o do desenvolvimento próprio. Cada faculdade com que o Criador nos dotou deve ser cultivada ao máximo grau da perfeição, a fim de podermos fazer a maior porção de bem de que formos capazes.
Logo é bem empregado o tempo que se usa no estabelecer e preservar a saúde física e mental. Não podemos permitir que definhe ou invalide qualquer função do corpo ou da mente. É indubitável que ao fazermos isto sofreremos as conseqüências.” Conselhos sobre Regime Alimentar

Desenvolver-se significa fortalecer não somente os músculos do corpo, mas também da mente e da fé.

Quando não sabemos por onde começar, comecemos pelo básico. Cuidando da saúde física fazendo exercícios físicos diariamente, alimentando-nos de maneira simples e saudável e dormindo bem.

Se a sua mente imediatamente responder com desculpas ou justificativas, refute-as e determine O QUE precisa ser feito e PORQUE precisa ser feito. Cuidar do físico deixa a sua mente acelerada, seus reflexos melhoram, a resposta de combate a doenças é mais rápida, seu humor muda para melhor (oh glória), desacelera o envelhecimento das células, potencializa o processo de aprendizado, entre outros tantos benefícios e ganha-se de brinde uma aparência melhor.

Cuide da sua mente. Exercite seu cérebro. Crie uma mente ativa e crítica. Questione. Responda. Invente. Experimente. Busque conhecimento de várias fontes, sempre validando-as antes. Não perca tempo consumindo o que não presta.

Aprenda seu ofício e vá além disso. Aprimore o seu conhecimento sobre as atividades rotineiras, crie maneiras de simplificar sua vida a fim de sobrar tempo para dedicar-se ao seu próprio desenvolvimento. Não se atole em compromissos. Não se afogue no consumo da mídia. Descubra opiniões diferentes e forme a sua. Deixe de viver a base do que os outros dizem e passe a confirmar as informações, sempre descobre-se um pouco mais.

Calibre a sua saúde espiritual. Não há outra maneira a não ser dedicando tempo diariamente para exercício sistemático da fé. Está comprovado cientificamente que as pessoas que dedicam tempo para o desenvolvimento espiritual conseguem lidar melhor com o stress da vida. A máquina é desligada por um tempo para esfriar os motores, fazer nova carga e quando ligada o desempenho é muito melhor. Essa pausa na rotina fortalece a mente e o corpo.

As escolhas do que fazer e não fazer para nosso desenvolvimento deve basear-se no tripé Saúde Física, Mental e Espiritual. Se o que estamos pretendendo não afeta positivamente pelo menos uma das três frentes, então já está automaticamente descartado.

Vamos a prática. Se gosta de consumir tempo assistindo novelas, questione-se sobre os ganhos e prejuízos para ajudar a decidir se você está crescendo. Exemplos de questionamentos: A que tipo de informação estou me expondo? Quanto tempo tenho gasto com isso? Se estivesse fazendo algo diferente para meu desenvolvimento com esse mesmo tempo e dedicação, o que e quanto teria ganho? Sob essa influência, como passarei a me comportar? Meus valores estão sendo confrontados com essas informações?

Os questionamentos ajudam a desenvolver um senso crítico, pois sempre pensará nos resultados. E quando perceber que tens tido prejuízos em seu desenvolvimento, dedicará esforços para mudar os seus hábitos.

Assuma a responsabilidade pelo que é hoje e pelo que quer ser amanhã. Construa um plano e execute-o. Se movimente, se exponha a transformação contínua.

Serás mais feliz assim! Cumprindo o seu dever.

4 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s